As obras de implantação do Sistema de Esgotamento Sanitário de Balneário Barra do Sul foram retomadas a partir da região da Boca da Barra.

A frente de serviço está nesse momento concentrada na implantação da rede coletora na Avenida Paulista e, na sequência, seguirá gradativamente para as vias Amândio Cabral, Pedro de Souza, José Gervásio de Carvalho e Noruega.

Por conta da complexidade do assentamento de rede próximo ao mar, a operação nesta parte da cidade deve se estender até julho.

Ciente dos transtornos temporários, os técnicos da empresa Itajui, contratada pela CASAN para executar a obra, solicitam a compreensão dos moradores. Em troca, o sistema de coleta e tratamento de esgoto trará saúde e qualidade de vida à cidade. Além de contribuir para proliferar doenças, o esgoto não-tratado compromete a qualidade do ambiente.

As frentes de serviço que atuam na implantação da rede coletora de esgoto estão sendo identificadas por placas. Além de sinalizar a obra para os motoristas, as placas contribuem especialmente para a segurança dos pedestres. Devido ao tamanho das valas, a CASAN solicita que a comunidade não se aproxime dos canteiros, garantindo segurança a todos os envolvidos na ação.

O SISTEMA DE ESGOTAMENTO SANITÁRIO
Com um investimento total de R$ 46.798.047,00, o Sistema de Esgotamento Sanitário de Balneário Barra do Sul vai atender uma população de 17.543 habitantes, propiciando uma cobertura de 52%. Na prática, serão 3.091 ligações domiciliares que estarão conectadas em 35,4 quilômetros de rede coletora.

O projeto prevê a construção de seis Estações Elevatórias de Esgoto e mais 7,7 quilômetros de rede emissária. A Estação de Tratamento de Esgoto terá capacidade para tratar até 35 litros por segundo.

Projeto Socioambiental do Sistema de Esgotamento Sanitário de Balneário Barra do Sul

Publicado em: 16/05/2019
Fonte: Casan
Felipe Bieging, jornalista (03480 JP/SC)

Atenção: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Portal Barra do Sul.