As crianças de Tecnópolis vivem entretidas com aplicativos e mídias eletrônicas e há quem nunca tenha aberto um livro na vida.

Tecnópolis é uma cidade imaginária, criada pelo grupo Teatrando Por Aí para dar vida a Maurinho, mas seu universo ficcional é concreto e bastante atual. Em turnê a partir de 14 de setembro, Tecnópolis – Sem Livro pra Contar História chega a cinco escolas públicas de Balneário Barra do Sul, em um total de 10 apresentações. A turnê conta com o patrocínio da empresa Mineração Jundu, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura, a Lei Rouanet, e é voltada para crianças de cinco a 10 anos de idade.

A peça conta a história de Maurinho, garoto de Tecnópolis que está sempre conectado com o mundo digital e nunca abriu um livro. É então que os pais de Maurinho, preocupados com esta situação, mandam o menino passar as férias no sítio da avó, longe da tecnologia, para que ele possa se conectar com um mundo diferente. O espetáculo é encenado por quatro atores e conta ainda com a animação de bonecos, o que torna a narrativa cênica mais lúdica e bem representada.

Com 50 minutos de duração, Tecnópolis – Sem Livro pra Contar História surgiu a partir de experiências do próprio grupo dentro de escolas, quando em turnê com outro projeto. A autora do texto, atriz Marina Monteiro, lembra que se sentiu inspirada a escrever a peça após uma professora perguntar se o grupo tinha um projeto de incentivo à leitura. “Esse texto é brincadeira, é amor, é imaginação, é aventura, é tudo aquilo que a leitura pode despertar, é tudo aquilo que a criança merece viver e experimentar.

Eu torço para que essa história inspire a todos, pequenos e grandes leitores, a voarem pelas páginas do papel”, afirma Monteiro, para quem os livros e a tecnologia podem andar de mãos dadas. Para ela, Maurinho é um menino que tem muito a aprender, mas que também vai ensinar. “Como toda boa prática pedagógica, o caminho é de mão dupla”, resume.

De acordo com a Mineração Jundu, parceira do grupo há quatro anos, a turnê traduz os valores cultivados pela empresa nas questões socioculturais. “Acreditamos que colaborando com a formação de nossas crianças, estaremos contribuindo também para o amadurecimento de suas virtudes e traçando o caminho para um mundo melhor”, comenta o gerente de marketing & Vendas, Edson Gomiero.

Teatrando nas escolas
O espetáculo integra o projeto cultural Teatro na Escola: Divertir para Educar, iniciativa do grupo Teatrando Por Aí para levar teatro infantil a escolas públicas do ensino fundamental de Santa Catarina e do Rio Grande do Sul. Para o ator Eder Schmidt, também coordenador do grupo, o objetivo é provocar alguma transformação social. “Como todo artista, pretendemos que a nossa arte tenha alcance de público e, consequentemente, que possa trazer algum tipo de transformação, individual ou coletiva. Cientes da importância desse papel social e transformador do teatro, levamos os nossos espetáculos para dentro das escolas em apresentações gratuitas”, afirma Schmidt. Portanto, resume o coordenador do grupo, “esse projeto é uma espécie de mola propulsora das ações culturais do grupo, possibilitando um contato direto e democrático com o nosso público. E o resultado é uma cadeia cultural frutífera entre artistas, sociedade e empresas”.

Com o propósito de contribuir para a democratização e popularização da arte teatral, o grupo já realizou mais de 450 apresentações gratuitas. Em atividade desde 2008, o projeto, que tem apoio de empresas privadas e públicas, já beneficiou cerca de 50 mil crianças nos dois estados.

AGENDA – BALNEÁRIO BARRA DO SUL
Data: 14 de setembro (segunda-feira)
Locais: Escola Manoel Henrique Borges
Horários: 8h50, 10h15, 13h15 e 14h10

Data: 15 de setembro (terça-feira)
Local: Escola Municipal Adalziza Leonida de Souza da Cunha
Horários: 10h30 e 13h30

Data: 16 de setembro (quarta-feira)
Local: Escola Municipal Erodi Marques Nunes
Horários: 10h30 e 13h15

Data: 17 de setembro (quinta-feira)
Local: Escola Municipal Juraci Izaura de Oliveira
Horários: 10h30 e 13h45

Mais informações com Manoela de Borba pelo número (48) 9140-1809 e por
e-mail: manoeladeborba@gmail.com.

Atenção: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Portal Barra do Sul.